sábado, 9 de junho de 2012

Blogueiros se mobilizam por justiça para o caso Edinaldo Filgueira

Matéria publicada no Jornal Diário de Natal e DNOnline dia 8 de junho de 2012. Por Fernanda Zauli.
http://www.diariodenatal.com.br/2012/06/08/cidades3_0.php


Caso Edinaldo Filgueira: blogueiros pedem justiça
Diversas atividades homenagearão o blogueiro potiguar que teve a voz silenciada. Prefeito de Serra do Mel foi indiciado
Fernanda Zauli
fernandazauli.rn@dabr.com.br

No próximo dia 15 de junho, o assassinato do jornalista e blogueiro Edinaldo Filgueira, que também era presidente do diretório municipal do PT de Serra do Mel, completará um ano. O caso foi investigado pelas Polícias Civil e Federal e concluiu-se que o crime teve motivação política.

Uma comissão nacional pedirá que o TJRN julgue os oito acusados pelo crime. Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação
 O prefeito de Serra do Mel, Josivan Bibiano de Azevedo (PSDB), foi indiciado como autor intelectual do crime e chegou a ser preso em dezembro do ano passado, à véspera do Natal, mas foi solto 10 dias depois. Em homenagem ao jornalista, os blogueiros progressistas pretendem instituir o dia 15 de junho como Dia Nacional do Blogueiro.

O projeto de lei deverá ser encaminhado nos próximos dias ao Congresso Nacional por uma comissão formada por representantes de vários estados do país. No III Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, que aconteceu recentemente em Salvador, os participantes apresentaram propostas referentes ao caso. Dentre as sugestões aprovadas, está a formação da comissão que pretende entregar um documento à presidenta do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargadora Judite Nunes, cobrando celeridade no julgamento do processo.

"Os três pistoleiros que executaram Edinaldo estão aguardando o julgamento presos, todos parentes do prefeito do município. Mas os demais (cinco envolvidos) estão respondendo em liberdade. O clima de impunidade é muito grande, pois o prefeito Josivan Bibiano ficou em cárcere por apenas 10 dias e hoje segue administrando o município, livre. E isso tem despertado em quase toda a população daquela cidade o sentimento de que ele é inocente, já que não está mais preso, ou de que ele faz o que quer, pois detém o poder", disse Tiago Aguiar, blogueiro e diretor do documentário De Ferro e de Flor, produzido em homenagem ao trabalho de Edinaldo Filgueira, destacando a questão dos direitos humanos e da liberdade de expressão.

"A sensação maior de impunidade está por o Rio Grande do Norte ter um judiciário extremamente duvidoso, com muitos casos decorrupção. Acreditamos que a justiça depende da mobilização de pessoas em todo o Brasil e também no mundo, que se identifiquem e se indignem, que tenham solidariedade. As provas são claras, existem gravações telefônicas que mostram como tudo aconteceu", completou o ativista, que produziu o documentário em parceria com a jornalista Adriana Amorim. 
Homenagens se darão por todo o país


A família de Edinaldo Filgueira está organizando uma missa e uma caminhada em Serra do Mel, no próximo dia 17, em memória do jornalista. Além disso, estão previstos diversos movimentos para que o caso não passe desapercebido.

Um documentário em vídeo tem circulado o país visando chamar atenção para o caso e para a liberdade de expressão. Foto: De Ferro e De Flor/Divulgação
 Os blogueiros progressistas estão programando um twittaço em todo o país para o dia 15 de junho e tentam agendar um debate na Assembleia Legislativa do RN para esse dia. "Edinaldo era um filho de agricultores analfabetos, que não possuíam sequer um nome de família, e que conseguiu estudar, ter formação de bacharel, criar um jornal, levar a internet para a sua cidade, criar uma lan house, prestar serviços de instalação de internet. Algumas pessoas têm solidariedade e até veem o Edinaldo como um mártir na luta pela democratização da comunicação e liberdade de expressão, disse Tiago Aguiar.

MemóriaEdinaldo Filgueira tinha 36 anos e era colaborador do jornal O Serrano, que circulava em Serra do Mel e localidades próximas, e era um dos responsáveis pelo blog do periódico. O blogueiro era umdos principais opositores à gestão do PSDB na cidade, situada numa região com forte incidência do crime organizado. Na véspera do crime, Ednaldo havia publicado no blog uma enquete perguntando à população se era possível acreditar na prestação de contas da prefeitura. No dia seguinte, o blogueiro recebeu ligações anônimas com ameaças e cobranças de retirada da enquete do site, o que ocorreu em seguida. Poucas horas depois, enquanto fechava o seu local de trabalho, três homens o abordaram e dispararam seis tiros. 

Nenhum comentário: