domingo, 30 de setembro de 2012

Crime eleitoral - transferência de votos




Transferência de votos

A transferência de votos de eleitores de cidades vizinhas é um expediente comum na política do interior. A tática dos criminosos (eleitorais) consiste em arregimentar pessoas das localidades mais carentes das grandes cidades: favelas, periferias e etc. Pagam pelo voto e custeiam as despesas de transporte e estadia desses eleitores. Essas pessoas votam sem remoço já que não têm vínculos com a cidade. Os problemas da cidade não os afetam. Votam e vão para suas cidades de origem deixando os problemas para os cidadãos nativos.

Para fazerem o alistamento como eleitor de determinado município o indivíduo declara residência e apresenta documentos. Quando o eleitor apresenta um comprovante de residência falso, ele está incorrendo em crime e são criminalizados tanto o eleitor quanto o aliciador. Neste ano a Polícia Federal já realizou diversas prisões pessoas envolvidas nessas práticas.

Fiscalização cidadã

Estima-se que existiam cerca de 1200 votos transferidos para a Serra do Mel, desses, 400 foram barrados pela justiça eleitoral. A maioria desses eleitores estão respondendo processo na justiça por falsidade ideológica, falsificação de documentos e por crime eleitoral. Os votos remanescentes são facilmente identificáveis já que todos se conhecem no município. Assim, você poderá nos ajudar a identificar quem insistir em burlar a lei. Veja como:
1.                              Verifique movimentação estranha na vila. Veja se tem alguma casa que costuma ficar fechada durante o ano inteiro e nas vésperas da eleição passam a ficar lotadas de pessoas estranhas;
2.                              Veja a casa de correligionário dos candidatos. Verifique se elas estão recebendo pessoas que não tem qualquer vínculo com município;
3.                              Durante a votação procure identificar as pessoas estranhas na sua seção. Atenção: não procure barrá-las, apenas observe com atenção e procure identificar quem são, de onde vêm, quem as acompanha. Posteriormente faça uma denúncia. Mesmo após a eleição essas pessoas poderão ser punidas.
Lembrem-se! Suas denúncias podem ser encaminhadas para a Polícia Federal, polícia civil ou militar e Ministério Público Eleitoral ou ao próprio Juiz.

Nenhum comentário: