quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

PT prepara "Operação Big Brother" em Serra do Mel

Um líder petista influente me confidenciou que seu partido programa uma forte ação de fiscalização dos recursos públicos na gestão interina da prefeitura de Serra do Mel. Segundo o político "cada centavo da prefeitura será rastreado" durante essa gestão. Para ele "o PT ganhou as eleições para governar o mandato de 2013 à 2016 e não permitirá desvios de recursos para corrupção e pagamento de despesas de campanha neste mandato". A ação, apelidada por ele de Operação BigBrother formaria uma ampla rede para levantamento e distribuição de informações sobre a gestão do município. Qualquer desvio será denunciado à imprensa às Polícias Civil e Federal, à Controladoria Geral da União-CGU, Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público e entidades da sociedade civil como a Transparência Brasil e Contas Abertas.

O PT vê grande risco de uma rapinagem nas contas da prefeitura para cobrir as dívidas de campanha já que estima-se que o custo da campanha de cada vereador eleito das coligações lideradas pelo PMDB foi em média R$ 220.000,00 (duzentos e vinte mil reais) e comenta-se sobre o alto grau de endividamento da família Bezerra nessa campanha. O informante disse ainda que o PT não descarta o acionamento da justiça para controlar previamente os gastos da prefeitura como aconteceu recentemente no município de Felipe Guerra, na gestão também do PMDB, onde a justiça bloqueou as contas da prefeitura e passou a controlar os gastos por meio da expedição de alvarás (Click aqui pra ver: Juiza determina bloqueio das contas da prefeitura de Felipe Guerra).

Gostei bastante da ideia e acho que mecanismos de controle social são sempre bem vindos independente de quem seja o prefeito: Fábio (PMDB), Manoel (PT) ou quem quer que seja.

Um comentário:

washington mobre disse...

ta bom de ser invertigado mesmo porque se não (vai acontece isso mesmo)